Perguntas Frequentes

Selecionamos algumas dúvidas mais comuns dos nossos clientes
sobre preparo de exames e outros serviços, confira.

 

Sim. Isso acontece devido ao extravasamento do sangue para fora da veia.

Pode ocorrer com pacientes quem tem veias finas e frágeis, falta de boa compressão no local da punção após a coleta, em uso de alguns medicamentos (ex: aspirina) ou anticoagulante.

Como podemos prevenir e evitar o surgimento de um hematoma após retirada de sangue?

* Pressione o local onde foi introduzido a agulha por 2 a 3 minutos,

* Evitar dobrar o braço por alguns minutos depois da retirada do sangue,

* Evite carregar peso, sacola, bolsas, crianças ou outros objetos,

* Não massagear o local da retirada do sangue.

 

O hematoma desaparece naturalmente, mas para acelerar o processo podemos usar uma bolsa de água morna 3 a 4 vezes por dia.



Não. Mas tome com moderação. O excesso interfere nos exames de urina. Se seu exame envolve algum tipo de anestésico, você não poderá beber água.

Este primeiro jato de urina traz células e secreção que podem estar presentes na uretra, principalmente se existir um processo inflamatório ou infeccioso chamado uretrite. Ao realizar a análise de uma possível infecção urinária, é importante que o material examinado não seja "contaminado" com o que estiver na uretra. Daí a necessidade de desprezar o primeiro jato e coletar o jato médio, ou seja, uma urina que representa bem o material que está na bexiga.

Nem todos. O hemograma simples, dispensa o jejum. Já glicemia e triglicérides exigem que você fique várias horas sem comer. O tempo de jejum varia de acordo com o exame.

Sim, especialmente o de triglicérides. Na véspera do exame uma dose é suficiente para elevar os seus níveis, alterando os resultados. O ideal é, antes de realizar o exame, ficar três dias sem ingerir qualquer bebida alcoólica.

Sim. Sempre que o organismo precisar de mais energia, por exemplo, em esforço físico e stress, há alterações importantes nas velocidades de produção e consumo de açúcar. A maioria das vezes em que se faz exames de dosagem de glicemia queremos saber como está o nível basal, pois o valor de referência diz respeito a esta situação. Portanto, a pessoa deve estar o mais próximo possível desta condição.

Alguns, sim. Tanto que, antes de fazê-los, você não pode ter se submetido a qualquer esforço físico. Os exames laboratoriais são padronizados para a realização em condições ideais, bem definidas. Caso contrário, testes feitos após esforços físicos terão eventualmente valores diferentes dos que você tem.

Sim, qualquer um deles, mas é fundamental que o médico saiba em que período do ciclo o seu exame foi realizado, pois diversos hormônios e algumas proteínas séricas variam durante o ciclo menstrual.

Sim. Por isso o ideal é fazê-lo fora do período menstrual. No de urina, por exemplo, se for com urgência, deve ser colhida adotando-se alguns cuidados para o sangue menstrual não se misturar a urina.

Sim. Inclusive muitos casos são solicitados os exames exatamente porque a pessoa está com febre. O exame possibilita detectar algumas infecções.

Não se deve fumar, particularmente nos testes de agregação plaquetária, curva glicêmica ou exame ergométrico.

É necessário desprezar o primeiro jato e coletar uma urina que representa bem o material que está na bexiga. O primeiro jato de urina pode trazer um material contaminado, devido a células e secreções que podem estar presentes na uretra, principalmente se existir uma inflamação ou infecção chamado uretrite.

Alguns remédios interferem, como os antibióticos e os antiinflamatórios, podem alterar nos testes de coagulação do sangue. Aspirina e remédios com ácido acetilsalicílico interferem nesse tipo de exames. A melhor coisa a se fazer é informar ao atendente quais remédios estão tomando.

Em caso de dúvidas, entre em contato com nossa Central de Atendimento: 44| 3218-5900